Para além da problemática cafeeira: a criação do Banco de Crédito Agrícola do Espírito Santo e o financiamento da agricultura capixaba (1889-1945)

Nome: Mayara Lyra Bertolani
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 10/08/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Arlindo Villaschi Filho Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Angela Maria Morandi Examinador Externo
Arlindo Villaschi Filho Orientador
Rogério Arthmar Examinador Interno

Resumo: Essa pesquisa tem por objetivo analisar de que forma o Banco de Crédito Agrícola do Espírito Santo fomentou financiamento da agricultura capixaba. Primeiramente, ponderamos quais medidas adotadas pelo Governo Federal e Estadual, no período da Primeira República, auxiliaram no progresso da economia agroexportadora brasileira e capixaba, pautada pela exportação de café. Analisaremos como as políticas nacionais de valorização do café adotadas no período afetaram o Espírito Santo e quais as medidas foram adotadas pelo estado para fomentar a cafeicultura local. Por conseguinte, abordaremos a problemática do financiamento da produção cafeeira na Primeira República e, posteriormente, de que forma esse financiamento agrícola foi articulado entre 1937-1945. De tal modo, discutiremos como a atuação do Banco de Crédito Agrícola promoveu o financiamento da lavoura capixaba e se, de alguma forma, contribuiu para diminuição de sua dependência das demais praças comerciais.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910